Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Valery Bolotov, em Luhansk. 18/06/2014 REUTERS/Shamil Zhumatov

(reuters_tickers)

MOSCOU (Reuters) - O líder rebelde separatista pró-Rússia na região de Luhansk, na Ucrânia, anunciou sua renúncia na quinta-feira, dizendo que foi ferido e que não podia desempenhar seu papel, tornando-se o segundo rebelde sênior a renunciar no espaço de sete dias.

A emissora estatal russa Rossiya 24 transmitiu o comunicado de Valery Bolotov, chefe da autoproclamada República Popular de Luhansk.

A região, na fronteira com a Rússia, tem sido palco de combates entre rebeldes e forças ucranianas que tentam restabelecer o controle do governo central sobre áreas ocupadas por separatistas.

Bolotov, nos comentários transmitidos pela TV russa, disse que Igor Plotnitsky, ministro da Defesa da República Popular de Luhansk, ocupará seu posto.

Aleksander Borodai, chefe da autoproclamada República Popular de Donetsk, anunciou em 7 de agosto que estava deixando o cargo.

(Reportagem de Christian Lowe)

Reuters