Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

DUBAI, Aug 11 (Reuters) - O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, pediu uma ação legal "rápida e justa" depois que o chefe do judiciário afirmou que o país enfrenta uma "guerra econômica", divulgou a TV estatal iraniana.

Os comentários se seguiram a manifestações públicas contra custo de vida elevado e corrupção.

"As atuais condições econômicas especiais são consideradas uma guerra econômica", disse o chefe do judiciário, aiatolá Sadeq Amoli Larijani, em carta a Khamenei em que pediu a instalação de tribunais especiais para o país lidar rapidamente com crimes financeiros, segundo a TV estatal.

Khamenei concordou com a proposta e afirmou que "o propósito (dos tribunais) deverá ser punir de maneira rápida e justa os considerados culpados por práticas de corrupção econômica", acrescentou a TV.

(Por Redação Dubai)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters