Navigation

Líderes da França e Alemanha buscam avanço nas negociações para paz na Ucrânia

Este conteúdo foi publicado em 29. junho 2014 - 17:59

PARIS (Reuters) - Os líderes da França e da Alemanha conversaram por mais de duas horas por telefone no domingo com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e da Ucrânia, Petro Poroshenko, em uma tentativa de avançar na busca pela paz antes do fim do cessar-fogo na Ucrânia, disse o gabinete do presidente francês.

François Hollande e a chanceler alemã, Angela Merkel, "ressaltaram a importância de progressos concretos para a estabilização da segurança na região, da extensão do cessar-fogo e da implementação do plano de paz apresentado pelas autoridades ucranianas", disse o gabinete de Hollande em comunicado.

A Ucrânia estendeu sua trégua em 72 horas, até segunda-feira, coincidindo com um prazo fixado por líderes da União Europeia, na sexta-feira, para que os rebeldes pró-Rússia aceitem os arranjos para a verificação do cessar-fogo, devolvam os postos de fronteira às autoridades de Kiev, libertem os reféns e iniciem conversas sérias sobre como implementar o plano de paz de Poroshenko.

Os rebeldes separatistas no leste da Ucrânia liberaram no sábado um segundo grupo de quatro monitores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), que haviam sido detidos em 29 de maio, disse uma testemunha da Reuters.

Mas o cessar-fogo ficou sob ameaça quando três membros das forças armadas da Ucrânia foram mortos em um ataque rebelde a um posto militar perto da cidade oriental de Slaviansk.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.