Navigation

Skiplink navigation

Líderes da Otan dizem que "ações agressivas" da Rússia ameaçam segurança da aliança

Vista geral da reunião de líderes da Otan em Watford, Grã-Bretanha 4/12/2019 REUTERS/Kevin Lamarque reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. dezembro 2019 - 15:37

WATFORD, Inglaterra (Reuters) - Os líderes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) disseram nesta quarta-feira que as "agressivas ações" da Rússia eram uma ameaça à segurança da Europa e do Atlântico e que a crescente influência da China apresentava oportunidades e desafios para a aliança.

Em um comunicado divulgado após uma breve reunião perto de Londres, os 29 líderes reafirmaram o "duradouro vínculo transatlântico" entre a Europa e a América do Norte, além do acordo mútuo de defesa entre eles, de acordo com o qual um ataque contra um significa atacar todos.

Os líderes também convidaram o secretário-geral da Otan a iniciar um processo de reflexão sobre o futuro da aliança.

(Por John Chalmers)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo