Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

LONDRES (Reuters) - Os líderes da União Europeia estão dispostos a alterar as regras do bloco para garantir a liberdade de circulação dos trabalhadores, abrindo uma oportunidade para o Reino Unido evitar um Brexit muito prejudicial, disse o ex-primeiro-ministro Tony Blair, neste sábado.

A eleição do presidente francês Emmanuel Macron colocou a reforma da União Europeia na mesa, o que significa que o Reino Unido e a UE poderiam alcançar um "meio caminho" para chegar a um acordo que iria manter o Reino Unido dentro da maior área de comércio do mundo, disse Blair.

"Os líderes europeus estão dispostos a considerar mudanças para acomodar o Reino Unido, incluindo a liberdade de movimentação", disse o ex-primeiro-ministro trabalhista por meio de artigo publicado pelo seu Instituto de Mudança Global.

Em uma entrevista separada, Blair disse que era possível que o Reino Unido pudesse ficar na União Europeia porque a opinião pública estava caminhando contra o Brexit.

"Eu acho que é absolutamente necessário que isso não ocorra porque todos os dias estão nos trazendo novas evidências de que (o Brexit) provoca danos econômicos", disse em entrevista para a Sky News.

A campanha favorável ao Brexit afirmou que os comentários de Blair mostravam o quanto ele estava distante dos eleitores.

(Por Andy Bruce)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters