Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BAGDÁ (Reuters) - A Força Aérea do Iraque realizou um ataque contra uma casa onde Abu Bakr al-Baghdadi, líder do Estado Islâmico, poderia estar reunido com outros comandantes, disseram os militares iraquianos nesta segunda-feira, sem deixar claro se ele havia sido atingido.

Num comunicado, eles disseram que aviões F-16 do Iraque atacaram a casa no oeste do Iraque no sábado. Foram divulgados 13 nomes de comandantes do Estado Islâmico que teriam sido mortos no ataque aéreo, mas a lista não incluiu o nome de Baghdadi.

Três outras posições do Estado Islâmico no oeste do Iraque foram atingidas na mesma onda de ataque aéreos, matando 64 combatentes, segundo o comunicado.

Os militares disseram que Baghdadi se deslocou na semana passada num comboio de Raqqa, na Síria, para a região de al-Qaim, do lado iraquiano da fronteira, para discutir com comandantes “o colapso ocorrendo em Mosul e para escolher um sucessor para ele”.

Baghdadi, um iraquiano cujo nome verdadeiro é Ibrahim al-Samarrai, foi considerado ferido várias vezes no passado. A sua última mensagem pública conhecida ocorreu em novembro, quando ele chamou combatentes do Estado Islâmico para defender Mosul, o último reduto urbano do grupo no Iraque.

Reuters