PARIS (Reuters) - Líderes europeus, incluindo a chanceler alemã, Angela Merkel, se uniram ao presidente francês, Emmanuel Macron, no domingo, para a tradicional parada militar do Dia da Bastilha em Paris, que este ano homenageou a cooperação militar europeia.

Depois de percorrer a famosa avenida Champs Élysées em um veículo militar escoltado por motocicletas e membros da cavalaria, Macron se juntou aos líderes, incluindo o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, e o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, para o desfile, que começou com uma demonstração de inovações tecnológicas.

As atrações incluíam drones, veículos autônomos em miniatura, soldados armados com armas antidrone e o que parecia ser um "soldado voador" - um homem fazendo acrobacias no ar em um "flyboard", atraindo aplausos dos líderes e espectadores.

O Dia da Bastilha comemora a tomada da prisão da Bastilha em 1789, um dos principais eventos da Revolução Francesa. O dia tornou-se um feriado nacional na França.

Cerca de 4.300 soldados, 200 veículos e mais de 100 aeronaves, alguns de outros países europeus, participaram do desfile, que foi aberto por tropas espanholas.

(Reportagem de Bate Felix e Caroline Pailliez)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.