Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen. 05/02/2017 REUTERS/Robert Pratta

(reuters_tickers)

PARIS (Reuters) - A líder da extrema direita, Marine Le Pen, ganhou terreno na eleição presidencial francesa sobre os principais rivais, o independente Emmanuel Macron e o conservador François Fillon, mas ainda perderia para qualquer um deles no segundo turno, em 7 de maio, indicou uma pesquisa nesta segunda-feira.

A pesquisa de intenções de votos da Opinionway mostrou Le Pen derrotando facilmente os principais rivais e vencendo o primeiro turno, em 23 de abril, com 27 por cento dos votos e seguindo para uma disputa no segundo turno com Macron ou Fillon.

Em uma disputa com Macron, ela teria 42 por cento, enquanto ele teria 58 por cento. Com Fillon, ela teria 44 por cento, enquanto ele teria 56 por cento, segundo a pesquisa.

Os rendimentos pagos sobre os títulos públicos franceses cresceram acentuadamente com notícias da pesquisa, refletindo apreensão de investidores sobre propostas de Le Pen de deixar a zona do euro, realizar um referendo sobre permanência na União Europeia e criar taxas de importações e em contratos de empregos para estrangeiros.

A melhora dos números de Le Pen foi mais notável contra Macron, com o qual ela foi vista há uma semana em pesquisa de opinião com 36-37 por cento no segundo turno, contra 63-64 por cento de Macron.

Faltando nove semanas para o primeiro turno, ainda é incerto quem entre Macron, de centro, ou Fillon, ex-primeiro-ministro conservador, segue para uma disputa com Le Pen.

(Reportagem adicional de Simon Carraud, em Beirute, e Yann Le Guerigou, em Paris)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters