Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Reuters) - O ministro da Economia do México, Ildefonso Guajardo, alertou que seu país irá romper as negociações com o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta, na sigla em inglês) se os Estados Unidos propuserem tarifas sobre seus produtos, noticiou a Bloomberg nesta segunda-feira.

"No momento em que eles disserem 'vamos impôr uma tarifa de 20 por cento sobre os carros', eu me levanto da mesa", disse Guajardo à Bloomberg em entrevista.

O presidente dos EUA, Donald Trump, prometeu descartar o Nafta, acordo comercial de 1994 que ainda inclui o Canadá, se não puder reformulá-lo para beneficiar os interesses norte-americanos, aumentando o risco de grande abalo econômico para os mexicanos.

Mas o México, que se prepara para debater mudanças em algumas regras comerciais do Nafta, expressou a crença de que Trump não irá conseguir impôr barreiras rígidas à importação no futuro próximo.

As autoridades mexicanas creem que as conversas terão início em junho, relatou a Bloomberg.

Na semana passada, em entrevista à Reuters, Trump falou positivamente sobre imposto fronteiriço de ajuste apresentado por republicanos no Congresso como uma maneira de incentivar as exportações.

Trump emitiu sinais conflitantes sobre sua posição a respeito do imposto fronteiriço de ajuste em entrevistas separadas à mídia no mês passado, dizendo em uma delas que ele é "complicado demais" e em outra que a medida ainda é possível.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters