Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BUENOS AIRES (Reuters) - O presidente da Argentina, Mauricio Macri, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, compartilharam sua "preocupação" com a Venezuela em um telefonema nesta quarta-feira, disse à Reuters o porta-voz de Macri.

Trump também convidou Macri para visitar os Estados Unidos, informou o gabinete da Presidência da Argentina em comunicado.

Os dois líderes falaram amplamente sobre a América Latina e a "Venezuela em particular", na conversa de cinco minutos de duração, segundo o comunicado.

Macri, líder de centro-direita que tomou posse no final de 2015 depois de mais de uma década de governo de esquerda na Argentina, também falou com Trump em novembro. Macri, um ex-empresário, conheceu Trump décadas antes, enquanto trabalhava em um negócio imobiliário para seu pai, Franco Macri.

Os líderes concordaram que seus ministros das Relações Exteriores, que têm reunião agendada para quinta-feira na Alemanha, determinarão as datas da visita de Macri, segundo o comunicado.

(Reportagem de Maximiliano Rizzi)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters