Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

CARACAS (Reuters) - Desafiando a pressão externa e interna, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse no domingo que será mantida a eleição no próximo fim de semana do polêmico novo Congresso, que seus inimigos dizem vai institucionalizar a ditadura.

"A direita imperial acredita que pode dar ordens à Venezuela, os únicos que dão ordens aqui são as pessoas", disse Maduro em referência a uma ameaça do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de impor sanções econômicas se a votação não for abortada.

(Por Andrew Cawthorne)

Reuters