Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Sudip Kar-Gupta

PARIS (Reuters) - A maioria dos eleitores franceses está agora insatisfeita com a performance do presidente Emmanuel Macron, segundo mostrou uma pesquisa neste domingo, uma queda dramática para um presidente que aproveitava uma vitória eleitoral há menos de quatro meses.

A pesquisa, conduzida pelo Ifop para o jornal le Journal du Dimanche (JDD), mostrou a "taxa de insatisfação" de Macron subindo para 57 por cento, ante 43 por cento em julho.

Quarenta por cento expressaram satisfação com o líder centrista - 14 pontos abaixo do registrado em julho.

O porta-voz do governo francês, Christophe Castaner, afirmou que o partido no poder estava passando por um momento complicado, mas acrescentou que desagradar algumas pessoas era o preço que valia pagar caso o governo quisesse realizar reformas.

"Sim, estamos encontrando dificuldades, mas você não pode apenas passar seu tempo olhando para as pesquisas quando está no governo. Estamos lá para transformar o país. Nosso país precisa que nós tomemos riscos, e estamos tomando riscos", disse Castaner à TV BFM.

Macron, que está em meio a um calendário de visitas oficiais a diversas capitais europeias, sofreu uma série de contratempos desde que foi eleito, incluindo duros debates no Parlamento sobre a reforma trabalhista, um impasse com os militares e corte na assistência à habitação.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters