AMSTERDÃ (Reuters) - Uma carta-bomba pegou fogo em um banco de Amsterdã nesta quinta-feira e outra foi desarmada em um escritório próximo de Utrecht, o mais recente de uma série de ataques do tipo na Holanda nesta semana.

Ninguém ficou ferido no incidente na filial de Amsterdã do ING Bank, disse uma porta-voz do banco, mas a polícia disse que uma pessoa inalou fumaça.

"Ela não explodiu, pegou fogo", disse o porta-voz da polícia, Rob van der Veen.

A polícia desarmou uma carta-bomba no escritório da empresa de tecnologia da informação norte-americana Unisys perto de Utrecht. Ninguém ficou ferido. A polícia disse que "tornou a carta inofensiva" e que uma equipe de Amsterdã está investigando.

Várias cartas-bomba foram enviadas a empresas de toda a Holanda neste ano. Não há relatos de feridos.

A polícia acredita que as duas cartas que detonaram sem causar danos em salas de correspondência do banco holandês ABN Amro e da fabricante de impressoras japonesa Ricoh nesta semana estão ligadas a cartas enviadas a endereços de empresas aparentemente aleatórios de todo o país no início de janeiro.

Estas incluíram dois hotéis, um posto de combustível, umagaragem, uma corretora de imóveis e uma concessionária de automóveis, entre outras. Nenhuma das cartas anteriores detonou.

A polícia disse que o remetente das cartas perigosas exigiu um resgate de valor não divulgado a ser pago em bitcoin.

(Por Toby Sterling)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.