Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

GENEBRA (Reuters) - Mais de 6.000 imigrantes foram resgatados na rota do Mediterrâneo da Líbia para a Itália nos últimos dias, à medida que um número maior de pessoas ruma para o mar com o clima mais quente, disse a Organização Internacional para as Migrações nesta terça-feira.

Acredita-se que cerca de 500 imigrantes se afogaram neste ano, incluindo 22 mortes relatadas pela guarda costeira da Líbia, sendo que mais de 20 mil pessoas chegaram à Europa, principalmente à Itália, disse o porta-voz Joel Millman em briefing.

"Ainda temos que terminar março e já estamos com um ritmo de chegadas que ultrapassou tudo o que vimos antes no Mediterrâneo. Isto é típico da primavera, está ficando muito ativo", disse ele.

"Mas não é típico que os números sejam tão altos tão cedo, assim como as mortes correspondentes."

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765)) REUTERS TR RBS

Reuters