Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente dos EUA, Donald Trump, embarca em avião no aeroporto Newark Liberty. 11/06/2017 REUTERS/Yuri Gripas

(reuters_tickers)

(Reuters) - Um segundo tribunal de apelações dos Estados Unidos decidiu nesta segunda-feira contra a restrição à entrada no país de pessoas de seis países de maioria muçulmana, defendida pelo presidente Donald Trump, mantendo amplamente uma decisão judicial anterior.

A Corte de Apelações do 9º Circuito dos EUA em San Francisco analisava uma decisão de março de um juiz federal do Havaí que bloqueou partes do decreto assinado por Trump. A decisão vem depois de um outro tribunal, a Corte de Apelações do 4º Circuito, sediada em Richmond, na Virgínia, manter em 25 de maio a decisão de um juiz de Maryland que também bloqueava trechos do decreto.

O governo Trump pediu em 1º de junho que a Suprema Corte dos EUA vete as decisão do Havaí e de Richmond e restabeleça as restrições de viagem.

(Reportagem de Dan Levine em San Francisco e Mica Rosenberg em Nova York)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters