Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

KUALA LUMPUR (Reuters) - A Malásia irá fazer uma varredura em um dos terminais do aeroporto internacional de Kuala Lumpur em busca de químicos tóxicos após Kim Jong Nam, irmão do líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, ser assassinado com um agente nervoso na semana passada, informaram autoridades do país.

Kim Jong Nam foi assassinado em 13 de fevereiro no terminal budget do principal aeroporto de Kuala Lumpur com o agente nervoso VX, um químico classificado pelas Nações unidas como arma de destruição em massa.

A equipe da polícia forense, o corpo de bombeiros e o Conselho de Licenciamento de Energia Atômica irão conduzir a varredura no aeroporto, disse a polícia da Malásia em comunicado neste sábado. O terminal do aeroporto não será fechado, mas as áreas de buscas serão isoladas, disse uma autoridade da polícia à Reuters.

O VX é uma das armas químicas mais fatais criadas pelo homem: apenas 10 miligramas do agente nervoso ou uma única gota são suficientes para matar em alguns minutos, de acordo com especialistas.

Kim Jong Nam esperava no hall de embarque quando foi atacado por duas mulheres que jogaram o líquido em seu rosto. Ele morreu no caminho até o hospital.

A polícia malaia afirmou na sexta-feira que uma das mulheres sofria com os efeitos do VX e estava vomitando. As duas mulheres - uma indonésia e a outra vietnamita - foram detidas, junto com um homem coreano. Sete outros coreanos foram nomeados como suspeitos ou são procurados para interrogatório.

A polícia malaia também está fazendo a varredura em outros locais por onde os suspeitos podem ter passado em Kuala Lumpur.

O chefe da polícia estatal de Selangor, Abdul Samah Mat, afirmou no sábado que as autoridades invadiram um apartamento em um subúrbio de Kuala Lumpur mais cedo na semana em conexão com a morte, e estavam em busca de quaisquer traços de químicos no apartamento.

(Por Emily Chow e Christophe Van Der Perre)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters