Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Manifestantes da oposição ao governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, erguem barricada em Caracas 30/07/2017 REUTERS/Andres Martinez Casares

(reuters_tickers)

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - O Mercosul vai acelerar a adoção da cláusula democrática contra a Venezuela e propor a suspensão imediata do país no bloco em uma reunião de chanceleres neste sábado, em São Paulo, disse à Reuters uma fonte que acompanha as negociações.

A intenção inicial era que o processo de suspensão previsto no Protocolo de Ushuaia fosse finalizado apenas no final do ano. No entanto, a manutenção da eleição para uma constituinte no último final de semana, a volta para a prisão de oposicionistas ao regime de Nicolás Maduro e as denúncias de fraudes nas eleições levaram os quatro países do bloco a decidir antecipar a suspensão.

Reuters