Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BERLIM (Reuters) - Alemanha e Estados Unidos discordam sobre como lidar com o impasse envolvendo a Coreia do Norte, disse a chanceler alemã, Angela Merkel, nesta quarta-feira, condenando a ameaça do presidente norte-americano, Donald Trump, de "destruir totalmente" o recluso país asiático.

Merkel, que deve conquistar um quarto mandato como chanceler nas eleições de domingo na Alemanha, disse que sanções e diplomacia são a única maneira de levar a Coreia do Norte para uma mesa de negociações a respeito de seus programas nuclear e de mísseis balísticos.

"Eu sou contra essas ameaças", disse Merkel à emissora Deutsche Welle quando perguntada sobre a declaração feita por Trump durante discurso à Assembleia Geral da ONU na véspera.

"Consideramos qualquer forma de solução militar totalmente inapropriada, e insistimos em uma solução diplomática".

A chanceler ainda acrescentou: "Do meu ponto de vista, sanções e sua implementação são a resposta certa. Considero qualquer outra coisa em relação à Coreia do Norte como um erro."

Merkel disse que afirmou a Trump há alguns dias por telefone que considera necessário encontrar uma solução diplomática para a crise.

(Reportagem de Joseph Nasr)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters