Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BERLIM (Reuters) - A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenaram o teste nuclear da Coreia do Norte e pediram nesta segunda-feira que a Organização das Nações Unidas concorde rapidamente com sanções mais duras contra Pyongyang, disse um porta-voz do governo alemão.

"Ambos concordaram que o teste de uma bomba de hidrogênio significa uma nova e inaceitável escalada pelo regime norte-coreano", afirmou Steffen Seibert em um comunicado depois de falarem por telefone.

"A chanceler alemã e o presidente americano expressaram a opinião de que a comunidade internacional deve continuar pressionando o regime da Coreia do Norte e que o Conselho de Segurança das Nações Unidas deve adotar novas sanções mais severas", acrescentou Seibert.

Merkel disse a Trump que a Alemanha pressionará por sanções mais duras contra a Coreia do Norte pela União Europeia, segundo Seibert, acrescentando: "O objetivo é dissuadir a Coreia do Norte das violações do direito internacional e alcançar uma solução pacífica para o conflito".

(Reportagem de Michael Nienaber)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters