Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BUCARESTE(Reuters) - Milhares de romenos protestaram neste domingo pelo terceiro dia consecutivo contra o governo social-democrata em protestos contra a corrupção, exigindo que a primeira-ministra Viorica Dancila renuncie.

Os protestos em Bucareste e em várias outras grandes cidades foram pacíficos, em contraste com a primeira noite de manifestações na sexta-feira, quando policiais dispararam gás lacrimogêneo e usaram jatos de água em uma grande manifestação no centro de Bucareste, com centenas de pessoas precisando de atenção médica.

Cerca de 15 mil pessoas se reuniram em frente à sede do governo na capital no domingo, assobiando, soprando vuvuzelas e gritando "Corrupção mata! Renuncia!". Eles também entoavam "Ladrões, ladrões", agitando bandeiras da Romênia, dos EUA, da Otan e da União Europeia.

Manifestações pacíficas estão sendo realizadas repetidamente desde que os social-democratas assumiram o poder no início de 2017 e tentaram descriminalizar vários atos de corrupção.

No começo deste ano, legisladores do partido governista impuseram mudanças no código penal por meio do parlamento, provocando preocupação da Comissão Européia e do Departamento de Estado dos EUA. As mudanças estão sendo contestadas no Tribunal Constitucional.

O líder social-democrata Liviu Dragnea foi condenado a três anos e meio de prisão pelo Supremo Tribunal em junho por incitamento ao abuso de poder, em uma decisão que ainda cabe recurso.

(Por Radu Marinas)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters