Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Ministro da Justiça e Segurança Pública da Noruega, Anders Anundsen, e a diretora do Serviço de Segurança da Polícia, Benedicte Bjoernland, durante coletiva de imprensa em Oslo. 24/07/2014. REUTERS/Heiko Junge/NTB Scanpix

(reuters_tickers)

OSLO (Reuters) - Um grupo de militantes islamitas que planejava uma série de ataques contra o Ocidente deixou a Síria, possivelmente em direção a Noruega, disse a polícia norueguesa nesta sexta-feira.

A polícia da Noruega foi mobilizada pelo segundo dia em locais considerados de alto risco, incluindo aeroportos e estações de trem, após a unidade de inteligência policial da Noruega afirmar na quinta-feira ter recebido informações dignas de crédito de que um ataque pode ocorrer no país nos próximos dias.

"Recebemos informações de que um grupo de combatentes deixou a Síria com o objetivo de conduzir um ataque terrorista no Ocidente, e a Noruega foi especificamente citada entre seus alvos", disse o analista-chefe para o Serviço de Segurança da Polícia norueguesa, Jon Fitje Hoffmann, em uma entrevista à TV2 concedida nesta sexta.

Hoffmann não quis detalhar se os militantes tinham alguma conexão específica com a Noruega ou se integravam a comunidade muçulmana do país.

Um pequeno grupo de militantes baseados na Noruega e que ganhou experiência de combate em conflitos ao redor do mundo se tornou a maior ameaça ao país nórdico. Cerca de 50 deles estiveram na Síria nos últimos anos, disse a polícia anteriormente.

(Reportagem de Balazs Koranyi)

Reuters