Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BERLIM (Reuters) - Ministros da Saúde dos países do G20, na primeira reunião entre eles neste sábado, concordaram em trabalhar juntos para abordar questões como a resistência a antibióticos e começar a implementação de planos de ação nacional até o fim de 2018.

A Alemanha, que detém a presidência do G20 neste ano, disse que foi um "avanço importante" que todas as nações tenham concordado em resolver o problema e trabalhar por prescrições obrigatórias para antibióticos.

Ao afirmarem que a globalização causou doenças infecciosas com poder de se espalharem mais rapidamente, as 20 nações também prometeram fortalecer os sistemas de saúde e melhorar sua habilidade de reagir a pandemias e outros riscos para a saúde.

Os resultados do encontro irão alimentar o próximo encontro de líderes em Hamburgo em julho.

Enquanto a descoberta dos antibióticos proporcionou cura para muitas infecções bacterianas anteriormente letais, a prescrição indiscriminada levou ao desenvolvimento de bactérias super resistentes.

(Reportagem de Gernot Heller)

Reuters