Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BARCELONA (Reuters) - Um ano turístico recorde pode ser um impulso na enfraquecida economia da Espanha, mas em uma parte de Barcelona os moradores estão furiosos com os veranistas bêbados e com a nova moda de andar nu em público.

Os residentes de La Barceloneta, bairro escondido atrás de praias que atraem milhões de visitantes todos os anos, foram às ruas durante vários dias para protestar contra o aumento dos turistas arruaceiros e para exigir mais controle sobre as acomodações de baixo custo.

As manifestações ocorrem na esteira de queixas de festas barulhentas noite adentro, sujeira crescente nas ruas e farras de bêbados, como o novo modismo de andar sem roupa pela cidade, registrado pelos moradores em fotos publicadas em jornais de todo o país.

Nesta sexta-feira, a prefeitura de Barcelona afirmou que irá criar novas equipes de inspeção para realizar buscas porta a porta na vizinhança para localizar apartamentos turísticos ilegais, que os moradores da cidade culpam pelo turismo mal comportado.

O governo municipal disse que iria enviar um membro do conselho para se reunir com os moradores nesta sexta-feira e prometeu mais policiamento na área e uma linha telefônica para registrar queixas.

Há anos os residentes de La Barceloneta, outrora um pequeno vilarejo de pescadores, vêm colocando cartazes em suas sacadas pedindo aos visitantes que respeitem seu sono e sua vizinhança.

O número de turistas estrangeiros que foram à Catalunha, a região mais visitada da Espanha e onde se localiza Barcelona, aumentou quase seis por cento, para 9,3 milhões de pessoas, nos primeiros sete meses do ano em comparação com 2013, segundo dados do Ministério da Indústria divulgados nesta sexta-feira.

(Por Braden Phillips, com reportagem adicional de Robert Hetz em Madrid)

Reuters