Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Os pais do bebê Charlie Gard, Connie Yates e Chris Gard, leem declaração após audiência sobre o futuro de seu bebê na Suprema Corte, em Londres, no Reino Unido 24/07/2017 REUTERS/Peter Nicholls

(reuters_tickers)

LONDRES (Reuters) - O bebê britânico Charlie Gard, que se tornou o centro de uma disputa judicial entre seus pais e médicos sobre se ele deveria ser levado para os Estados Unidos para receber tratamento experimental, morreu, segundo o site do jornal Daily Mail nesta sexta-feira.

O bebê de 11 meses sofria de uma condição genética extremamente rara que causava dano cerebral progressivo e fraqueza muscular, e a longa luta de seus pais para salvá-lo provocou uma onda de manifestação internacional de simpatia pela causa.

"Nosso lindo garoto se foi, estamos tão orgulhosos de você, Charlie", disse Connie Yates, a mãe do bebê, segundo o Daily Mail.

(Reportagem de William James)

Reuters