Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Makini Brice

PORTO PRÍNCIPE (Reuters) - O ex-presidente haitiano René Preval, de 74 anos, o primeiro líder na história do Haiti a ganhar uma eleição democrática, cumprir um mandato completo e entregar pacificamente o poder a um sucessor, morreu, informou o governo do país caribenho nesta sexta-feira.

A causa da morte do ex-presidente, que comandou o país por duas vezes, não foi divulgada.

Um momento decisivo de sua segunda Presidência foi em 2010, quando um terremoto destruiu grande parte da capital, Porto Príncipe, matando mais de 200 mil pessoas.

"Fiquei emocionado ao saber da morte do ex-presidente René Preval", disse o presidente Jovenel Moise no Twitter, descrevendo-o como um "filho digno do Haiti".

A política do Haiti tem sido turbulenta durante grande parte de sua história desde que conquistou a independência da França em 1804, pontuada por ditaduras, golpes, invasões e desastres naturais.

Preval, um agrônomo de voz suave, ganhou o apoio da maioria pobre do Haiti quando levou pela primeira vez a Presidência em 1996, depois de um período de instabilidade que viu seu aliado, o ex-presidente Jean-Bertrand Aristide, ser derrubado em um golpe e depois levado de volta ao poder com a ajuda das tropas dos Estados Unidos.

Em ambos os mandatos, Preval sucedeu o carismático Aristide, que foi destituído duas vezes em rebeliões.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters