Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Antonella Cinelli
ROMA (Reuters) - Um transexual brasileiro pego em um escândalo que levou à renúncia de um político italiano --o governador de centro-esquerda da região de Lazio, que inclui Roma-- foi encontrado carbonizado em sua casa nesta sexta-feira.
A polícia encontrou o corpo após incêndio em um apartamento térreo no bairro frequentado por prostitutas transexuais. Fontes nos tribunais afirmam que magistrados estão tratando a morte como assassinato.
Testes forenses devem identificar os restos como sendo o transexual conhecido por Brenda, afirmou a polícias.
Brenda e outro transexual brasileiro estavam no centro de um caso envolvendo a chantagem do ex-governador de Lazio, Piero Marrazzo, por quatro policiais que secretamente o filmaram fazendo sexo e usando drogas com um dos transexuais.
Marrazo, ex-jornalista na emissora RAI, foi eleito governador em 2005, mas deixou o posto quando o caso veio à tona em outubro. Ele se refugiou em um monastério fora da Roma.
Brenda chamou a polícia há 12 dias depois de relatar ter sido atacada nas ruas e ter seu celular roubado.

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters