Navigation

Mortes por coronavírus na América Latina chegam a 200 mil

Este conteúdo foi publicado em 02. agosto 2020 - 19:46

(Reuters) - As mortes por coronavírus na América Latina chegaram, no sábado, a 200 mil pessoas, segundo a contagem da Reuters, que registrou números recordes no Brasil, Argentina e Colômbia.

A região é a mais afetada pelo vírus que surgiu na China no fim do ano passado e infectou mais de 17,8 milhões de pessoas, com mais de 680.000 mortes, ao redor do mundo. Os casos na América Latina se aproximam da marca de 5 milhões.

O Brasil é o país com mais mortos depois dos Estados Unidos, com 93.563, seguido pelo México, com 47.472. Peru, Colômbia e Chile também estão entre os 15 países com maior número de casos, segundo a contagem.

Nas últimas 24 horas, a América Latina registrou mais de 2.600 mortes e mais de 87.000 casos.

O Brasil teve um recorde diário de 1.595 mortes na quarta-feira, mesmo dia em que a Colômbia anotou outra marca inédita de 380 óbitos em 24 horas. Na quinta-feira, a Argentina marcou um recorde diário de 153 mortes.

(Reportagem de Daniela Desantis)

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.