Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

SAN SALVADOR (Reuters) - O número de mortos por deslizamentos de terra e inundações em El Salvador subiu para 144, e 60 pessoas continuam desaparecidas, disseram as autoridades nesta terça-feira.
Chuvas torrenciais caíram desde a noite de sábado até a madrugada de domingo no país centro-americano. Segundo o governo salvadorenho, o índice de chuvas foi igual ao provocado pelo furacão Mitch em 1998.
Cerca de 13 mil pessoas continuavam em albergues, principalmente nos departamentos de San Salvador, onde fica a capital, e em San Vicente, La Paz, Cuscatlán e La Libertad, disse um relatório da Proteção Civil.
Segundo o Programa Mundial de Alimentação, cerca de 10 mil pessoas precisarão de ajuda nos próximos meses devido à destruição das colheitas pelas chuvas.
As inundações e deslizamentos de terra destruíram 209 casas e causaram danos em outras 1.835, acrescentou a Proteção Civil.
No município de Verapaz, a 71 quilômetros ao leste de San Salvador, toneladas de lama e pedras se desprenderam do extinto vulcão Chinchontepec, soterrando pessoas, casas, carros e animais.
A Proteção Civil disse que pediu ao Ministério da Fazenda 3,5 milhões de dólares para atender às vítimas do desastre.
(Reportagem de Nelson Rentería)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters