Reuters internacional

WASHINGTON (Reuters) - A decisão dos Estados Unidos de mover um grupo de ataque em direção à península da Coreia é uma reação "prudente" ante o padrão de comportamento provocativo da Coreia do Norte, disse o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, H.R. McMaster, neste domingo.

O presidente dos EUA, Donald Trump, revisará as opções para remover a ameaça representada pelo arsenal nuclear da Coreia do Norte, disse McMaster ao programa Fox News Sunday, acrescentando que o presidente chinês Xi Jinping concordou com Trump sobre a situação ser inaceitável.

"É prudente fazê-lo, não é?", disse McMaster, quando questionado porque o grupo de ataque Carl Vinson, da Marinha, cuja bandeira é uma aeronave nuclear com o mesmo nome, deixará Cingapura em direção à península da Coreia, em uma demonstração de força.  

A Reuters foi a primeira a noticiar o desdobramento no sábado.

"Isto é um regime desonesto que agora é um regime com potencial nuclear e o presidente Xi e o presidente Trump concordaram que isto é inaceitável, que o que deve acontecer é a desnuclearização da península coreana", disse McMaster.

Autoridades norte-coreanas, incluindo o líder Kim Jong Un, têm indicado repetidamente que testes com mísseis balísticos intercontinentais ou algo similar pode estar a caminho, possivelmente já em 15 de abril, o 105º aniversário do presidente fundador da Coreia do Norte, celebrado anualmente como o "dia do Sol".

Pyongyang testou um míssil Scud de combustível líquido neste mês.

(Por David Morgan)

Reuters

 Reuters internacional