Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Bombeiro limpa rua após ataque com bombas na cidade de Kerbala, no Iraque. 09/06/2017 REUTERS/Stringer

(reuters_tickers)

HILLA, Iraque (Reuters) - Uma mulher detonou um colete de explosivos em um mercado a leste da cidade sagrada xiita de Kerbala nesta sexta-feira, matando no mínimo 30 pessoas e ferindo 35, disseram fontes de segurança do Iraque.

O Estado Islâmico reivindicou o ataque na cidade de Musayab, ao sul de Bagdá, em um comunicado publicado por sua agência de notícias Amaq, mas não citou a mulher-bomba.

Uma autoridade de segurança disse que uma mulher ocultou a bomba sob um véu tradicional de corpo inteiro.

O ataque aconteceu no momento em que o Estado Islâmico está prestes a perder Mosul, a capital de facto do grupo sunita radical no Iraque, para uma ofensiva iraquiana apoiada pelos Estados Unidos iniciada em outubro.

O grupo também está acuado na vizinha Síria, onde recua diante de uma coalizão curda auxiliada pelos EUA que ataca sua capital, Raqqa.

Paramilitares apoiados pelo Irã estão participando da campanha contra o Estado Islâmico no Iraque e atacando o grupo na região de fronteira próxima da Síria.

Os extremistas declararam sua própria modalidade de "califado" em partes da Síria e do Iraque três anos atrás.

(Por Maher Chmaytelli)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters