Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Imigrantes são vistos após atravessarem fronteira entre Alemanha e Áustria na cidade alemã de Passau. 29/10/2015 REUTERS/Michaela Rehle

(reuters_tickers)

BERLIM (Reuters) - Cerca de 10 milhões de pessoas com passaportes estrangeiros moravam na Alemanha em 2016, um aumento de 1,9 milhão de pessoas, ou 23 por cento, em relação a 2014, e o nível mais alto já registrado, informou o Instituto Federal de Estatísticas alemão nesta sexta-feira.

As cifras da população total do país em 2016 ainda estão sendo compiladas, mas um porta-voz do instituto disse que provavelmente apontarão 83 milhões de habitantes.

Em 2015, um total de 17,1 milhões de pessoas residentes na Alemanha tinham origem imigrante, e esse número deve ter aumentado em 2016, disse o funcionário. Dados atualizados serão divulgados no final de julho, e o número inclui cidadãos alemães originários de outros países e portadores de dupla nacionalidade.

O aumento da população estrangeira no país deriva principalmente de uma decisão da chanceler alemã, Angela Merkel, de abrir as portas para mais de um milhão de imigrantes, a maioria de Síria, Iraque e Afeganistão, ao longo dois últimos dois anos.

Dados divulgados nesta sexta-feira mostraram que 5,8 milhões daqueles que não possuem passaportes alemães vieram de fora da União Europeia.

Este número incluiu 520 mil sírios, 138.500 iraquianos e 178.100 afegãos que se mudaram para a Alemanha desde o início de 2015, informou o escritório.

(Por Andrea Shalal)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters