Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MOGADÍSCIO (Reuters) - O número de pessoas mortas depois que homens-bomba e armados atacaram um popular hotel na capital da Somália subiu para 39, de 22 inicialmente, informou a polícia neste sábado.

Guardas do Sahafi hotel e do escritório adjacente do Departamento de Investigações Criminais (CID) abriram fogo depois da explosão de dois carros-bomba na tarde de sexta-feira. Uma terceira bomba instalada em um veículo "tuk-tuk" de três rodas explodiu perto do hotel, em uma movimentada rua.

"Nós confirmamos que 39 civis morreram e outros 40 ficaram feridos nas explosões de ontem", disse Mohamed Hussein, policial na cidade.

"O número de mortos pode aumentar porque algumas pessoas ainda estão desaparecidas."

O grupo militante islâmico al Shabaab, ligado à Al-Qaeda,reivindicou responsabilidade pelo ataque ao Hotel Sahafi, que fica perto da sede do CID.

A Somália foi engolida pela violência e ilegalidade desde que o ditador Mohamed Siad Barre foi derrubado do poder no início dos anos 90.

(Por Abdi Sheikh)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters