Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pessoas seguram cartazes em protesto contra muro proposto por Trump em Tijuana 13/3/2018 REUTERS/Jorge Duenes

(reuters_tickers)

Por Steve Holland

SAN DIEGO (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, visitou a fronteira dos EUA com o México nesta terça-feira e analisou oito estilos de muros para a barreira que prometeu construir para impedir a entrada de imigrantes ilegais e drogas.

Ao lado dos protótipos, conforme agentes da patrulha da fronteira dos EUA cavalgavam nas redondezas, Trump discutiu os méritos de vários designs com autoridades da fronteira, seu chefe de gabinete, John Kelly, e a secretária de Segurança Nacional, Kirstjen Nielsen.

    “O muro fronteiriço é verdadeiramente nossa primeira linha de defesa”, disse Trump a repórteres.

    Trump pediu 18 bilhões de dólares ao Congresso para construir a estrutura, mas financiamentos ficaram presos em controvérsias por conta de restrições imigratórias que ele e republicanos propuseram.

    Do outro lado da fronteira, em Tijuana, no México, moradores riram da ideia de que placas monolíticas irão impedir imigrantes desesperados.

    “O muro é simplesmente uma perda de dinheiro. Pessoas irão continuar cruzando, aqui, ali, e em qualquer lugar”, disse Salomé Pacheco. 

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.









Teaser Longform The citizens' meeting

Teaser Longform The citizens' meeting

The citizens' meeting

Reuters