Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Milhares de coletes salva-vidas abandonados por imigrantes e refugiados formam pilhas em área próxima da cidade de Mithymna, na ilha de Lesbos, na Grécia. 05/10/2016 REUTERS/Alkis Konstantinidis

(reuters_tickers)

ATENAS (Reuters) - Ao menos 15 pessoas, incluindo uma criança, morreram afogadas quando um bote inflável que levava refugiados e imigrantes naufragou perto da ilha grega de Lesbos, disseram autoridades nesta segunda-feira.

Oito corpos foram recuperados em território grego e outros sete em águas turcas, segundo um funcionário da guarda costeira grega. Acredita-se que o barco partiu da Turquia no domingo à noite.

Citando sobreviventes, o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) disse que havia 25 pessoas a bordo, e dois sobreviventes, um deles uma mulher grávida, foram levados ao principal hospital da ilha de Lesbos.

Lesbos foi a principal porta de entrada para quase um milhão de refugiados sírios, iraquianos e afegãos que cruzaram a Turquia rumo à União Europeia em 2015. Um acordo entre a UE e Ancara firmado em março do ano passado praticamente fechou essa rota.

Pouco mais de 4.800 refugiados e imigrantes cruzaram da Turquia para a Grécia neste ano, de acordo com dados do Acnur, e cerca de 20 chegam às ilhas gregas todos os dias.

No mínimo 173 mil pessoas, a maioria da Síria, aportaram em solo grego em 2016.

(Por Karolina Tagaris, em Atenas, e Tom Miles, em Genebra)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters