Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

WASHINGTON (Reuters) - Um destróier da Marinha dos Estados Unidos disparou três tiros de alerta em direção a quatro embarcações da Guarda Revolucionária Islâmica do Irã no domingo, após terem se aproximado do navio norte-americano em alta velocidade no Estreito de Hormuz, disseram dois representantes da Defesa dos EUA nesta segunda-feira.

Os representantes, falando sob condição de anonimato, disseram que o USS Mahan estabeleceu comunicação por rádio com os barcos, mas não responderam a pedidos para que desacelerassem, embora tenham continuado a fazer perguntas para o Mahan. O destróier da Marinha disparou sinalizadores e um helicóptero soltou fumaça de alerta antes dos disparos. 

As embarcações iranianas chegaram a 800 metros do Mahan, o qual escoltava outros dois navios militares, disseram as fontes. 

A guarda iraniana não estava imediatamente disponível para comentários. 

O incidente aconteceu dias antes de o presidente eleito Donald Trump tomar posse em 20 de janeiro. Trump prometeu que quaisquer embarcações iranianas que incomodarem a Marinha dos EUA no golfo serão “alvejadas para fora da água”.

Uma das fontes disse que esse tipo de incidente acontece ocasionalmente. Mais recentemente, em agosto, outro navio norte-americano disparou tiros de alerta contra uma embarcação de ataque rápido iraniana que se aproximava de dois navios dos EUA.

A fonte acrescentou que os disparos de alerta foram apenas uma das sete interações que o Mahan teve com embarcações iranianas no fim de semana, mas outras foram consideradas seguras.

(Por Idrees Ali)

Reuters