Navigation

Netanyahu diz que Israel fará o necessário para instaurar calma em Gaza

Este conteúdo foi publicado em 20. julho 2014 - 16:40

WASHINGTON (Reuters) - O primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu disse neste domingo que Israel tomará "qualquer ação que seja necessária" para interromper os ataques do Hamas entre fronteiras desde Gaza e restaurar a calma, mas insistiu que suas forças estão fazendo o máximo para evitar vítimas de civis na região.

"Nós tentamos atingir alvos militares e infelizmente há baixas civis que lamentamos e não buscamos", disse Netanyahu à CNN logo após um ataque de Israel matar pelo menos 62 palestinos em um bairro de Gaza.

Ele acusou o Hamas de mirar deliberadamente civis israelenses e de usar moradores de Gaza como "escudo humano".

Perguntado quanto tempo levaria para Israel completar a operação que busca destruir os túneis de armas do Hamas, Netanyahu disse que estava sendo feita "bastante rápida", mas não deu uma estimativa.

Perguntado se Israel pretende recuperar a Faixa de Gaza, ele disse: "Ninguém quer passar para ações militares excessivas."

(Reportagem de Matt Spetalnick)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.