Por Se Young Lee e David Stanway

PEQUIM/XANGAI (Reuters) - O novo chefe do Partido Comunista da província de Hubei, epicentro do surto de coronavírus na China, disse nesta quinta-feira vai conter o vírus, mas que a situação continua grave.

O prefeito de Xangai, Ying Yong, foi colocado como chefe do partido em Hubei depois que seu antecessor e o chefe do partido na capital da província, Wuhan, se tornaram as autoridades mais renomadas a serem demitidas após o surto.

A remoção de Jiang Chaoliang, principal autoridade do Partido Comunista da província de Hubei, e Ma Guoqiang, chefe do partido em Wuhan, seguiu a demissão de duas autoridades provinciais de saúde na terça-feira, e faz parte de um esforço mais amplo de Pequim para remover burocratas acusados de estarem se esquivando de seus deveres.

O governo central da China criou uma força-tarefa especial do gabinete do premiê, Li Keqiang, para lidar com a crise, e as novas nomeações em Hubei sugerem que os líderes sêniores da China estão assumindo maior controle.

Em comentários relatados no jornal oficial Hubei Daily após sua nomeação, Ying disse que não falhará com o partido ou o povo e que ele tem uma responsabilidade muito pesada.

"Atualmente, a situação do vírus ainda é extremamente grave", disse ele segundo o jornal. "Definitivamente venceremos a batalha para defender Wuhan, a batalha para defender Hubei e a batalha para prevenir e controlar a doença."

(Por Yawen Chen, Hallie Gu e Se Young Lee)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.