Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Timothy Gardner

WASHINGTON (Reuters) - Anthony Scaramucci, o novo diretor de comunicação do presidente Donald Trump, disse no domingo que uma de suas primeiras tarefas será interromper o vazamento de informações para a imprensa, e que os membros de sua equipe serão demitidos se os vazamentos continuarem.

"Se não conseguirmos interromper os vazamentos, sou um empresário, e então tomarei medidas dramáticas para impedir esses vazamentos", disse Scaramucci neste domingo para a Fox News.

Scaramucci disse ao programa Face the Nation da CBS que os vazadores são "realmente não-americanos", e que ele lideraria uma reunião da equipe na segunda-feira.

A contratação de Scaramucci, um financista de Wall Street e arrecadador de fundos para o partido Republicano, traz um estilo combativo para o escritório de imprensa da Casa Branca, no momento em que o presidente Donald Trump ataca as investigações que buscam averiguar se a Rússia interfriu na campanha presidencial dos EUA em 2016.

Trump escreveu no Twitter no sábado que os vazamentos contra o seu governo são um "crime" e que ele tem "poder total para perdoar".

Reuters