Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A BORDO DO AIR FORCE ONE (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, alertou o presidente da Rússia, Vladimir Putin, que os Estados Unidos e seus aliados estão preparados para impôr mais sanções a Moscou se a Rússia não mudar sua atitude em relação à Ucrânia.

A dura advertência surgiu durante uma chamada telefônica nesta quinta-feira.

Segundo a Casa Branca, quando a conversa telefônica estava quase no fim Putin mencionou as informações preliminares sobre a queda de um avião de passageiros da Malásia perto da fronteira da Ucrânia com a Rússia.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, em contato com repórteres durante o voo de Obama entre os Estados de Washington e Delaware, no Air Force One, disse que o presidente norte-americano foi informado por seus assessores sobre a queda e orientou altos funcionários dos EUA para que permanecessem em estreito contato com autoridades ucranianas.

Earnest disse que a ligação telefônica entre Putin e Obama foi feita a pedido de Moscou, um dia depois de os EUA e países europeus terem imposto novas sanções à Rússia por agressão contra a Ucrânia.

Obama disse a Putin que "novas medidas estão na mesa para o caso de a Rússia não mudar de atitude", disse Earnest.

(Reportagem de Steve Holland)

Reuters