Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Obama concede entrevista nesta quarta-feira, em Washington. REUTERS/Jim Bourg

(reuters_tickers)

WASHINGTON (Reuters) - O presidente norte-americano, Barack Obama, disse nesta quarta-feira que não tem informações suficientes para liberar uma droga promissora para tratar o vírus mortal Ebola e que a resposta inicial deve se concentrar em medidas de saúde pública para conter o surto.

"Temos que deixar que a ciência nos guie e eu não acho que exista toda a informação sobre se esta droga é útil", disse o presidente em entrevista coletiva. "O vírus Ebola, atualmente e no passado, é controlável se você tem uma forte infraestrutura de saúde pública em vigor."

Autoridades de saúde pública devem fazer todo o possível para conter o surto, e, durante o andamento deste processo, as autoridades podem avaliar se novas drogas ou tratamentos podem ser eficazes, disse ele.

"Estamos focando a abordagem da saúde pública neste momento, mas vou continuar a procurar informações sobre como estamos no avanço dessas drogas", disse ele.

(Reportagem de Mark Felsenthal)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters