Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BEIRUTE (Reuters) - A oposição libanesa, incluindo o grupo guerrilheiro Hezbollah, concordou nesta sexta-feira em fazer parte de um governo de unidade nacional proposto pelo primeiro-ministro do país, Saad al-Hariri, afirmou uma alta fonte da oposição.
"A oposição libanesa aprovou o governo de unidade proposto", a fonte afirmou à Reuters depois que líderes opositores mantiveram uma reunião no fim da noite.
A fonte disse que a oposição informará oficialmente Hariri da decisão no sábado e esperava que o novo governo fosse formado nos próximos dois dias.
O porta-voz de Hariri não estava imediatamente disponível para comentar.
Hariri, que tem apoio dos Estados Unidos e da Arábia Saudita, foi nomeado como primeiro-ministro depois que ele levou sua coalizão anti-Síria à vitória nas eleições parlamentares de junho.
Ele gastou mais de quatro meses tentando chegar a um acordo com a oposição em relação a um gabinete de unidade nacional. Um aquecimento nas relações entre os principais apoiadores de ambos os lados --Síria e Arábia Saudita-- nas últimas semanas ajudou a atenuar a crise.
(Reportagem de Laila Bassam)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters