Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Funcionários do serviços de emergência resfria local da queda de avião da Malaysia Airlines no leste da Ucrânia. 17/07/2014 REUTERS/Maxim Zmeyev

(reuters_tickers)

VIENA (Reuters) - Observadores da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) não conseguiram um corredor de acesso nesta sexta-feira ao local onde o avião da Malaysia Airlines caiu no leste da Ucrânia, disse o presidente da entidade.

"Eles não tiveram o tipo de acesso que esperavam. Eles não tiveram a liberdade de movimento de que precisavam para realizar seu trabalho. O local da queda não foi isolado", disse Thomas Greminger à Reuters por telefone.

Greminger, que é o embaixador da Suíça na OSCE, entidade observadora de direitos humanos e segurança, declarou que uma equipe de 17 monitores esteve na área por cerca de 75 minutos e depois retornou a Donetsk.

Ele afirmou que sua equipe iria tentar novamente no sábado ter maior acesso ao local.

(Reportagem de Georgina Prodhan)

Reuters