Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, durante coletiva de imprensa em Kiev, na Ucrânia 10/07/2017 REUTERS/Valentyn Ogirenko

(reuters_tickers)

Por Lidia Kelly e Agnieszka Barteczko

VARSÓVIA (Reuters) - O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse nesta sexta-feira que a aliança observará com atenção os exercícios militares russos no oeste do país e em Belarus no próximo mês, pedindo que Moscou seja transparente sobre as simulações.

As manobras, as maiores em anos, com tanques e unidades navais e aéreas operando dentro e nas redondezas do Mar Báltico e do Mar do Norte, levantaram preocupações da Otan de que o número real de soldados participando pode ter sido omitido pelas autoridades russas.

"Nós estaremos observando com muita atenção o curso desses exercícios", disse Stoltenberg a repórteres, após reunião com a primeira-ministra da Polônia, Beata Szydlo, em uma visita para checar a instalação das forças da aliança lideradas pelos Estados Unidos no leste do país.

"Todos os países têm direito a exercícios de suas Forças Armadas, mas os países também precisam respeitar a obrigação de ser transparente".

A Rússia disse que 13 mil soldados participarão dos exercícios do dia 14 a 20 de setembro, o que de acordo com o acordo internacional é o limite para não exigir a presença de observadores externos. Estimativas do Ocidente, entretanto, colocaram o número de soldados envolvidos em um nível muito mais alto.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters