Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

GUSH ETZION, Cisjordânia (Reuters) - Um palestino esfaqueou fatalmente um colono judeu nascido nos Estados Unidos na Cisjordânia ocupada neste domingo, depois ele mesmo foi baleado e preso por civis armados que o perseguiram.

A vítima, Ari Fuld, de 45 anos, era bem conhecida entre os colonos como um defensor pró-Israel.

De acordo com sua conta no Twitter, ele planejava uma tour de palestras pelos Estados Unidos em novembro.

A polícia israelense afirmou que o palestino, que o esfaqueou pelas costas em um shopping no bloco Etzion de acampamentos judeus ao sul de Jerusalém, levou um tiro e foi ferido por um de diversos civis armados que o perseguiram.

O agressor suspeito, identificado na imprensa israelense como um jovem de 17 anos de uma cidade da Cisjordânia, foi levado sob custódia.

Ataques de rua de palestinos contra israelenses, muitos realizados por agressores sem afiliação conhecida a grupos militantes, têm sido esporádicos desde 2015, um ano após o fracasso de negociações de paz.

Fawzi Barhoum, porta-voz do grupo militante Hamas, que comanda a Faixa de Gaza, chamou o esfaqueamento na Cisjordânia de “resposta natural aos crimes israelenses contra palestinos” no território ocupado. O grupo não reivindicou responsabilidade pelo ataque.

(Por Dan Williams e Jeffrey Heller)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters