Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Papa Francisco chega à Praça São Pedro, no Vaticano 08/11/2017 REUTERS/Alessandro Bianchi

(reuters_tickers)

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco, em alguns de seus comentários mais contundentes sobre armas nucleares, disse nesta sexta-feira que o mundo deveria rejeitar não somente seu possível uso, mas "sua simples posse".

O apelo foi feito no início de uma conferência de dois dias sobre desarmamento nuclear que reuniu 11 vencedores do Prêmio Nobel da Paz, além de autoridades da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), para debaterem as perspectivas de um mundo livre de armas nucleares.

Dirigindo-se ao grupo, Francisco falou dos "efeitos humanitários e ambientais catastróficos de qualquer emprego de dispositivos nucleares", e acrescentou: "Se também levarmos em conta o risco de uma detonação acidental como resultado de um erro de qualquer tipo, a ameaça de seu uso, além de sua simples posse, deve ser condenada com firmeza."

(Por Philip Pullella)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters