Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A BORDO DO AVIÃO PAPAL (Reuters) - O papa Francisco disse neste sábado que será "sincero" com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre as profundas diferenças entre ambos em temas como a imigração e a mudança climática quando os dois se encontraram pela primeira vez, este mês, no Vaticano.

Mas o papa também disse a repórteres a bordo do avião papal durante viagem de volta de Portugal ao Vaticano que manterá sua mente aberta e não fará pré-julgamentos de Trump antes de ouvir suas opiniões no encontro marcado para 24 de maio.

"Mesmo se alguém pensa de forma diferente temos que ser muito sinceros sobre o que cada um pensa", disse Francisco, acrescentando que espera encontrar "uma porta ao menos parcialmente aberta" para o diálogo com Trump, para que ambos possam contribuir pela paz mundial.

No ano passado, em resposta a uma pergunta sobre a posição do então candidato presidencial Trump sobre a imigração e sua intenção de construir um muro ao longo da fronteira dos Estados Unidos com o México, o papa disse que um homem com essas visões "não era cristão".

Trump e o papa também discordam profundamente sobre as mudanças climáticas. Trump assinou um decreto presidencial desfazendo a legislação ambiental estabelecida pelo governo do ex-presidente Barack Obama.

Francisco tem feito da defesa do meio ambiente uma plataforma fundamental de seu papado, apoiando firmemente a opinião científica de que o aquecimento global é provocado principalmente pela atividade humana.

(Reportagem de Philip Pullella)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters