Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BAMAKO (Reuters) - Em um esforço para salvar uma das últimas manadas de elefantes do deserto da África, o Mali contratou Mitch, Bobby e Amy - spaniels holandeses que farejam marfim ilegal.

Os spaniels cor de chocolate são os mais novos membros de uma brigada contra a caça furtiva, que foi montada para desmantelar redes de tráfico de marfim que devastaram manadas de elefantes no Mali, disse à Reuters o General Birama Sissoko, um conselheiro do Ministério do Meio Ambiente.

A caça furtiva aumentou desde que rebeles tuaregs e islamitas tomaram o norte do país em 2012. Forças francesas os fizeram recuar um ano depois, mas a falta de lei reina e o contrabando de marfim floresceu. O comércio das presas de elefantes financiam os militantes, disse a ONU.

A equipe anticaça levará os cachorros em buscas quando tiverem informações de inteligência sobre esconderijos de traficantes e eles devem ser capazes de ajudar a fazer prisões policiais, disse a diretora do Mali Elephant Project, Susan Canney.

(Por Tiemoko Diallo)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters