Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Líder do partido alemão Democratas Livres (FDP), Christian Lindner, durante coletiva de imprensa, em Berlim 25/09/2017 REUTERS/Wolfgang Rattay

(reuters_tickers)

BERLIM (Reuters) - O partido liberal alemão Democratas Livres (FDP) abriu caminho para duras negociações de coalizão com os conservadores da chanceler Angela Merkel e com os Verdes, mas disse que não aceitará um acordo sem garantias de mudança na direção do governo alemão.

"Não cabe a nós formar uma 'coalizão Jamaica' a qualquer preço", disse o vice-líder do partido, Wolfgang Kubicki, a repórteres nesta segunda-feira, depois que a eleição nacional de domingo indicou a junção dos três partidos como a possibilidade mais simples para formar uma coalizão.

O termo "coalizão Jamaica" faz referência às cores dos três partidos: verde, amarelo e preto.

O líder do FDP, Christian Lindner, disse que mudanças são necessárias na política de energia da Alemanha e em seu posicionamento sobre a política fiscal na zona do euro.

Merkel conquistou um quarto mandato como chanceler no fim de semana, mas agora precisa formar um governo de coalizão -- um processo árduo que pode demorar meses, pois todos os potenciais parceiros não sabem se querem realmente compartilhar poder com ela.

(Reportagem de Maria Sheahan e Michael Nienaber)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters