Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

TÓQUIO (Reuters) - O partido Liberal Democrata (LDP), do primeiro-ministro Shinzo Abe, sofreu uma derrota histórica em uma eleição na capital japonesa neste domingo, sinalizando problemas adiante para o premiê, que sofreu uma queda de popularidade devido a um escândalo.

Na superfície, a eleição da assembleia metropolitana de Tóquio foi um referendo sobre o primeiro ano da governadora Yuriko Koike no cargo, mas o desempenho triste do partido de Abe mostrou uma reprimenda do governo de quatro anos e meio.

O partido Cidadãos de Tóquio Primeiro, de Koike, e seus aliados, estão a caminho de conquistar 73 a 85 assentos na assembleia de 127 lugares, de acordo com pesquisas de boca de urna conduzidas pela televisão pública NHK.

Contagens subsequentes mostraram que o LDP registrará seu pior resultado na história, vencendo no máximo 37 assentos, frente a 57 antes da eleição, disse a NHK, enquanto o partido de Koike e seus aliados garantiam a maioria.

“Nós devemos reconhecer isto como uma derrota histórica”, teria dito o ex-ministro da Defesa, Shigeru Ishiba, segundo a NHK. "Em vez de uma vitória para o partido Cidadãos de Tóquio Primeiro, isso é uma derrota para o LDP”, disse Ishiba, que é amplamente visto como um rival de Abe dentro do partido governista.

Eleições anteriores em Tóquio foram consideradas termômetros para tendências nacionais. Uma votação em Tóquio em 2009, na qual o LDP venceu apenas 38 assentos, foi seguida por uma derrota do partido na eleição geral daquele ano, embora neste momento nenhuma votação para a Câmara dos Deputados seja necessária até o fim de 2018. 

Reuters