Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente dos EUA, Donald Trump, e primeira-ministra britânica, Theresa May, durante encontro na Casa Branca 27/01/2017 REUTERS/Kevin Lamarque

(reuters_tickers)

LONDRES (Reuters) - Quase um milhão de pessoas assinaram uma petição que solicita ao Reino Unido que retire um convite para que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, visite Londres e jante com a rainha Elizabeth.

A petição foi iniciada antes de a primeira-ministra britânica, Theresa May, ampliar o convite a Trump para uma visita de Estado formal, na sexta-feira, o que significa que ele iria ao país a convite da rainha Elizabeth. Trump deve visitar o Reino Unido mais adiante neste ano.

Mas a campanha para impedir a visita de Estado ganhou ímpeto depois que o presidente dos EUA adotou uma proibição de quatro meses à entrada de refugiados nos EUA e vetou temporariamente o ingresso de viajantes da Síria e de seis outros países de maioria muçulmana.

Até agora, a petição reuniu 930 mil assinaturas.

"Donald Trump deveria ter permissão de entrar no Reino Unido na condição de líder do governo dos EUA, mas não deveria ser convidada a fazer uma visita de Estado oficial porque isso constrangeria Sua Majestade, a Rainha", diz o apelo.

Quando uma petição ultrapassa as 100 mil assinaturas, o Parlamento precisa cogitar debatê-la.

Parlamentares do governista Partido Conservador e do opositor Partido Trabalhista criticaram a medida de Trump, e o líder trabalhista, Jeremy Corbyn, de oposição, disse que a visita de Estado deveria ser suspensa.

(Por Alistair Smout)

Reuters